18/06/2015

pop-up party


[Foto: Reprodução]

Você pode pensar que, aos 56 anos, a Madonna não precisa provar nada a ninguém. E ela realmente nem precisa. Também é improvável que alguém não a conheça. Então a gente deve concluir que "Bitch I'm Madonna" reflete a maneira como a dita-cuja vem conduzindo sua carreira há um bom tempo. Traduzindo: a rainha-mãe do pop se sente confortável no posto que alcançou e conta com a devoção cega dos fãs que a bajulam. Para tentar calar quem critica essa postura, a bovina usa o bordão que batiza a faixa.


[Foto: Reprodução]

Cercado de expectativa por conta das pistas que a própria diva deu nas redes sociais, o clipe assinado por Jonas Åkerlund se revelou uma tremenda enganação. A Rita Ora foi a única convidada anunciada previamente que esteve no set. As demais gravaram suas participações nada especiais separadamente e pronto. Variação da apresentação realizada no talk show do Jimmy Fallon, essa bobagem não enriquece nem um pouco a admirável videografia da megastar e, para piorar, lembra "We Can't Stop". A única idéia digna de elogio é a tal cena de beijo planejada para provocar o Drake e olhe lá!


Nenhum comentário: